• banner cansada
  • banner cansada
  • banner VD 404x132

APAV_notícias #48 | Março 2015

Aqui está a 48ª edição do boletim APAV_notícias. Esta newsletter condensa informação sobre as mais recentes actividades da APAV: a campanha de consignação do IRS; a canção "Cansada", uma música pelas vítimas; a distinção do Presidente da APAV como Personalidade do Ano da revista Lux; e a Conferência "Vítimas de crime na Europa: O futuro é agora!". Em destaque nesta edição estão ainda as Estatísticas APAV - Relatório 2014 e o Programa APAV 25 Anos.

A newsletter pode ser consultada neste link:
APAV_notícias #48

Há pessoas a gritar por ajuda no Anexo H.

Ao preencher a declaração de IRS, pode ajudar a APAV.
 
Basta ir ao quadro 9 do Anexo H e, no campo 901, doar 0,5% do imposto liquidado à APAV: 502.547.952.
 
Não paga mais por isso e ajuda-nos a colocar uma cruz sobre este assunto.

Estatísticas APAV 2014: Apoio e prevenção da violência e do crime em números

Muitos são os desafios que as organizações da sociedade civil enfrentam neste princípio de século novo. Desafios esses que a APAV procurou sempre transformar em oportunidades, dando-lhes respostas com coragem, independência e inovação. Volvidos 25 anos, a APAV continua a ser um projeto inovador e relevante na sociedade portuguesa. Nestes anos, o número de pessoas alcançadas pela ação da APAV em apoio (cerca de 270.000) e em prevenção e formação (cerca de 100.000) e o número de Voluntários e Voluntárias (cerca de 3.500) encorajam-nos a prosseguir a sua Missão, renovando quotidianamente a sua razão de existir: as pessoas vítimas de crime, incluindo os seus familiares e amigos.

No ano de 2014 a APAV abrangeu um universo total de mais de 32.500 pessoas: 8.889 vítimas diretas de cerca de 21.541 crimes e outros atos violentos, de cerca de 57 tipos de crime diferentes, e 23.792 participantes nas ações de formação e prevenção da violência e do crime. Tal número expressivo significa que em média, por semana, cerca de 170 pessoas recorrem aos nossos serviços de apoio à vítima de crime e 456 são participantes ativos nas nossas ações de formação e prevenção.

Também no ano em apreço damos destaque para o aumento dos registos no que diz respeito ao número de processos com atendimentos no respetivo ano (12.379 - quase 5%) e ao número de crimes (21.541 - 4,4%).

Através da Linha de Apoio à Vítima, da rede nacional Gabinetes de Apoio à Vítima, da Unidade de Apoio à Vítima Migrante e da rede de Casas de Abrigo para mulheres e crianças vítimas de violência, ao longo destes 25 anos a APAV tem cumprido a missão de apoiar as pessoas que são vítimas de todos os crimes, seus familiares e amigos. O apoio da APAV garante que quem é vítima de um crime – seja violência doméstica, crimes sexuais, homicídios ou roubos, furtos e assaltos a residências – possa ultrapassar o sofrimento e minimizar o impacto desse crime. A APAV tem voz ativa na sociedade contribuindo para o seu equilíbrio e pacificação.

APAV, 25 anos a dar voz ao silêncio.
 

Estatísticas APAV | Relatório Anual 2014 [PDF]
 
Estatísticas por Gabinete de Apoio à Vítima: www.apav.pt/estatisticas

“Cansada”: uma canção pelas vítimas

Oito cantoras portuguesas juntaram-se para dar voz à APAV, numa canção-hino pelas vítimas de violência doméstica. A canção original "Cansada" tem letra e música de Rodrigo Guedes de Carvalho, com arranjos e produção musical de Filipe Melo, e reúne oito grandes vozes de Portugal: Aldina Duarte, Ana Bacalhau, Cuca Roseta, Gisela João, Manuela Azevedo, Marta Hugon, Rita Redshoes e Selma Uamusse.

Esta canção não só funciona como um hino para a APAV, como cumpre a função importantíssima de despertar consciências para o problema da violência doméstica, transmitindo a mensagem que é importante dizer não: “Não aceito, digo não. Nem que o meu grito seja só uma canção.”

A música é interpretada pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa, dirigida pelo maestro Vasco Pearce de Azevedo. Conta ainda com Filipe Melo no piano, Nelson Cascais no contrabaixo, Alexandre Frazão na bateria e Ana Castanhito na harpa. Som e imagem gravados nos Estúdios Atlântico Blue. O videoclip tem assinatura do realizador Tiago Guedes.

Esta canção surge num ano especial para a APAV, uma vez que neste 2015 celebramos os nossos 25 Anos de atividade. Têm sido 25 anos a apoiar todos aqueles que são vítimas de crimes, vítimas de todos os crimes. Têm sido 25 anos a dar voz ao silêncio. Também com esta canção queremos dar voz ao silêncio.

Agradecemos a todas e a todos que colaboraram na realização deste projecto: Rodrigo Guedes de Carvalho, Aldina Duarte, Ana Bacalhau, Cuca Roseta, Gisela João, Manuela Azevedo, Marta Hugon, Rita Redshoes, Selma Uamusse, Orquestra Sinfonietta de Lisboa, Maestro Vasco Pearce de Azevedo, Filipe Melo, Nelson Cascais, Alexandre Frazão, Ana Castanhito, Rui Guerreiro, José Maria Sobral, Fernando Dallot, Helena Figueiredo, Alexandre Ferrada, Tiago Guedes, Take It Easy e Atlântico Blue Studios.

Pelo vosso apoio, o nosso muito obrigado!

Colabore também nesta acção. Divulgue, partilhe!

 

Vídeo: youtube.com/watch?v=laVqVyU9vR8

Download: mp3 | flac

Mais informações no site: apav.pt/cansada

"A Violência que nos Toca a Todos e a Todas"

A APAV reage, no Diário As Beiras, ao artigo de opinião "A Violência Doméstica", publicado no mesmo jornal no dia 4 de Março. Intitulado "Violência Doméstica", o artigo de opinião atribui um efeito causador do aumento do número de mortes à categorização da violência doméstica como crime.

Em resposta, a APAV reage com um artigo de opinião - "A Violência que nos Toca a Todos e a Todas" - publicado na versão impressa do Diário As Beiras, publicada no dia 11 de Março. Não se encontrando o artigo de opinião da APAV disponível na plataforma online do Diário As Beiras, disponibilizamo-lo aqui para leitura.

Artigo: A Violência que nos Toca a Todos e a Todas [PDF]
Facebook Kapak Resimleri en yeni oyunlarkız oyunları php dersleri canadian provincial flagscustom flag bayrak custom flagscustom flag promosyon