• banner VD 404x132

Conferência Medidas de Proteção nos Estados-Membro da EU: Para onde caminhamos? | 28 Novembro

logo POEMS

A APAV organiza amanhã, sexta-feira, 28 de Novembro, uma conferência com o mote “Medidas de Proteção nos Estados-Membro da EU: Para onde caminhamos?"

A conferência visa descortinar o funcionamento e a aplicação das medidas de proteção das vítimas de violência nas relações de intimidade, assédio persistente (stalking) e violência doméstica.

Vítimas de crime e de violência como a violência doméstica ou o assédio persistente necessitam de proteção contra os seus agressores e as medidas de proteção podem ajudá-las. Através de uma medida de proteção o agressor pode, por exemplo, ser proibido de contactar com a vítima ou de se aproximar desta. Na verdade, as medidas de proteção dão à vítima exatamente o que ela necessita: ser deixada em paz.

O problema reside na falta de conhecimento sobre como estas medidas são reguladas nos diferentes Estados-membro da União Europeia, como funcionam na prática e como as diferenças nacionais podem afetar a forma como vai operar a recentemente adotada Decisão Europeia de Proteção.

Estarão as vítimas de crime efetivamente protegidas na Europa ou o caminho que temos pela frente ainda é longo? Em resposta a esta questão, serão amanhã apresentados os resultados do Projeto POEMS (Mapping the legislation and assessing the impact of Protection Orders in the European Member States).

Este projeto, apoiado pelo programa europeu Daphne III, pretende mapear a legislação relativa a medidas de proteção e a prática vigente na sua aplicação nos diferentes Estados-membro, identificar melhores práticas e possíveis lacunas, e avaliar o nível de proteção garantido às vítimas de crime, também à luz da Decisão Europeia de Proteção. O objetivo final é melhorar a proteção às vítimas de crime. 

Com hora de início marcada para as 9h, a conferência prolonga-se até ao final da tarde no Hotel Olissipo Oriente, em Lisboa.

 

Para mais informações sobre o programa e o projeto POEMS, consulte: apav.pt/poems

 

"Road To Change - Walk To Stop Silence: Stop Child Sexual Abuse" passa por Lisboa

roadtochange reuniaoroadtochange caminhada

Decorreu esta manhã, 27 de Novembro, na sede da APAV, uma reunião com o protagonista do projeto "Road To Change - Walk to Stop The Silence: Stop Child Sexual Abuse" - Matthew McVarish.

Matthew McVarish - ator escocês, dramaturgo, músico e Embaixador Europeu para a organização “Stop the Silence: Stop Child Sexual Abuse” - encabeça um projeto que o leva numa caminhada de 16.000km por 29 países. A secretária-geral Carmen Rasquete reuniu-se com Matthew numa troca de conhecimentos e realidades sobre o abuso sexual de crianças em Portugal.

Portugal é o 28.º país que visita nesta caminhada para ajudar a acabar com o silêncio e com o abuso sexual de crianças.

No início da tarde, Matthew, a sua equipa e a Embaixadora Britânica Kirsty Hayes organizaram uma caminhada, à qual a APAV se associou. O Padrão dos Descobrimentos foi a partida da caminhada que terminou na zona das Docas de Lisboa.

Para saber mais sobre o projeto ou efetuar um donativo: http://roadtochange.eu/rtc-podcast-twenty-four/

Basta que me batas uma vez. #25novembro

Assinalando o dia 25 de Novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) promove uma ação de sensibilização através de plataformas online. Esta ação passa pela partilha de fotos (“selfies”) no Instagram, acompanhadas da mensagem “Basta que me batas uma vez”.

A APAV, que presta apoio às vítimas de todos os crimes, alerta para a necessidade de não se tolerar qualquer forma de violência exercida contra as mulheres, em particular a violência doméstica. A APAV recorda que o fenómeno da violência doméstica contra as mulheres abrange vítimas de todas as condições e estratos sociais e económicos; e que os seus agressores também são de diferentes condições e estratos sociais e económicos. A violência - física e psicológica - não poderá ser tolerada de forma alguma. Basta que me batas uma vez.

Para participar nesta ação bastará seguir estes passos:
- tirar uma selfie e fazer upload da foto na página de Instagram
- identificar (junto dos lábios) @APAV_apoio_a_vitima
- adicionar a legenda: Basta que me batas uma vez. #25novembro
- partilhar e convidar todos os contactos a participar.

Mesmo quem não tenha conta no Instagram poderá participar, partilhando o vídeo pelos seus contactos, através das redes sociais.

Basta que me batas uma vez. #25novembro

Site APAV | Violência Doméstica: www.apav.pt/vd

II Jornadas de Criminologia em Coimbra

Nos dias 10 e 11 de Dezembro realizam-se em Coimbra as II Jornadas de Criminologia, dedicadas ao Direito aos Direitos Humanos, e em particular neste ano ao tema "Saúde, Crise e Violência". A APAV estará presente com uma comunicação no painel/mesa 5: Violência(s) e Violações aos Direitos Humanos.

As Jornadas de Criminologia são uma co-organização da CINETS (Crimmigration Control - International Net of Studies), Programa de Doutoramento em Direito, Justiça e Cidadania no Século XXI da Universidade de Coimbra e da CHUC - Agência para a Prevenção do Trauma e da Violação dos Direitos Humanos.

Cartaz

Exposição "Olha" de Valter Vinagre | Odivelas

A APAV, em colaboração com a Câmara Municipal de Odivelas, promove a exposição de fotografia “Olha” na Biblioteca Municipal D. Dinis (Odivelas).

Esta exposição reúne um conjunto de trabalhos do fotógrafo Valter Vinagre, sendo o resultado de uma colaboração com a APAV, com o objectivo de retratar o universo das vítimas de crime em Portugal.

"Como fotografar o silêncio? Como fotografar o invisível ou o velado? Desde que há fotografia – melhor seria dizer, desde que há imagem – que o problema se põe. Seja porque o que está em causa são conceitos e não realidades tangíveis, seja porque essas realidades se furtam absolutamente ao olhar da câmara. A violência doméstica, entendida como fenómeno alargado, é um destes casos. É omnipresente em todas as sociedades, mas invisível. É ilegal (é mesmo um crime público) na nossa, mas resistente à sanção social e à lei. O que é novo na modernidade não é a violência, mas, por um lado a natureza dessa violência e, por outro, o modo como a vemos e a enquadramos entre o espaço público e privado. O seu território, o seu capital de impunidade é precisamente esse círculo fechado que constitui a privacidade, que deixa à porta o Estado, as leis, a urbanidade exigível aos comportamentos. (...) Poucos assuntos podiam ser menos atraentes e mais destituídos de glamour e de fotogenia como a vida das pessoas vítimas de violência. O circuito mediático guarda-as normalmente para encarniçar em nós a faceta humanista que todos julgamos ter. A serenidade cúmplice das imagens de Valter Vinagre recusa liminarmente essa parasitagem. No fundo elas dizem uma só coisa de diferentes maneiras. Olha. Compreende o que puderes. Se puderes. E age. Se puderes."
Celso Martins

A exposição estará patente na Biblioteca Municipal D. Dinis (Odivelas) de 24 de Novembro a 8 de Dezembro.

Facebook Kapak Resimleri en yeni oyunlarkız oyunları php dersleri canadian provincial flagscustom flag bayrak custom flagscustom flag promosyon