• facebook apav eng

Sessão: APAV, 30 Anos pelos Direitos das Vítimas | Fundação José Saramago

Published .

No âmbito das comemorações do 30.º aniversário da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, a Fundação José Saramago irá acolher no dia 15 de Julho, quarta-feira, às 18h30, uma sessão sobre os 30 anos da APAV.

A sessão vai contar com a participação de Raquel Simão (gestora do Gabinete de Apoio à Vítima de Oeiras e diretora técnica do Centro Temporário de Acolhimento de Emergência) e moderação de Sérgio Machado Letria (diretor da Fundação José Saramago). A conversa será complementada com uma leitura de excertos do romance «Levantado do Chão», de José Saramago, pela voz da atriz Mafalda Santos.

Confirme a sua presença através do email: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.
A lotação da sala foi limitada, a APAV e a Fundação José Saramago cumprem todas as regras de saúde pública.

 

Em paralelo, a Fundação José Saramago acolhe, até 31 de Julho, a  Exposição 30 Anos pelos Direitos das Vítimas. Esta exposição reúne um conjunto de campanhas de sensibilização marcantes, promovidas pela APAV ao longo da sua história. Horário: de segunda a sexta - das 11h00 às 17h00; sábados - das 10h00 às 18h00.

APAV 30 Anos | Recital Solidário com Jorge Moyano | Theatro Circo

Published .

No âmbito das comemorações do 30.º aniversário da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, o Theatro Circo em Braga vai acolher um recital solidário com o pianista Jorge Moyano, no dia 10 de Julho às 21h30.

O pianista vai interpretar obras de Chopin, Liszt e Gershwin. Através da música, a APAV brinda a todos/as que têm partilhado o trabalho e a dedicação destes 30 anos.

A bilheteira reverte para a APAV e os bilhetes estão disponíveis online e na bilheteira do teatro (10€). A lotação da sala foi limitada, a APAV e o Theatro Circo cumprem todas as regras de saúde pública.

Bilhetes: Bilheteira Online

Apoios: Theatro Circo | Antena 2 | Creative Lemons

Histórias APAV na primeira pessoa | Ana Cristina Garcia

Published .

No âmbito da celebração dos 30 Anos APAV, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima apresenta o segundo vídeo das Histórias APAV na primeira pessoa.

Trata-se de um conjunto de vídeos onde técnicos/as e voluntários/as, actuais e antigos/as colaboradores/as, fazem relatos na primeira pessoa onde partilham histórias de sucesso e percursos pessoais.

Esta semana apresentamos o testemunho da Ana Cristina Garcia, voluntária do Gabinete de Apoio à Vítima do Porto desde 2006.

Prémio APAV para a Investigação 2020: Candidaturas Abertas

Published .

Estão abertas as candidaturas para o Prémio APAV para a Investigação 2020!

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima promove em 2020 a sexta edição do prémio, com o apoio da Fundação Montepio.

O Prémio APAV para a Investigação destina-se a premiar trabalhos de investigação científica sobre temas ou problemas relacionados com a missão da APAV: Apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos/as, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais e contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas, sociais e privadas centradas no estatuto da vítima.

Condições gerais do Prémio APAV para a Investigação 2020:
- O Prémio APAV para a Investigação será atribuído anualmente pela APAV a um trabalho inédito, desenvolvido em língua portuguesa.
- O Prémio APAV para a Investigação será atribuído a um trabalho que contribua para o conhecimento geral ou específico dos temas ou problemas relacionados com as vítimas de crime, ou para a melhoria de qualidade dos serviços de apoio à vítima em Portugal.
- O Prémio APAV para a Investigação será atribuído a um trabalho desenvolvido em áreas científicas diversas, tais como Direito, Psicologia, Serviço Social, Sociologia, História, Economia, Saúde, Antropologia, Criminologia, Vitimologia, Pedagogia, etc.

 

Formulário de Candidatura [Link]
Consulte aqui o Regulamento [PDF].

Prazo limite para envio de candidaturas: 31 de julho.

Informações e candidaturas:
apav.pt/premioinvestigacao

APAV 30 Anos | Exposição OLHA | Proença-a-Nova

Published .

No âmbito das comemorações do 30.º aniversário da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, a Galeria Municipal de Proença-a-Nova acolhe a Exposição "Olha" de Valter Vinagre. Esta exposição reúne um conjunto de trabalhos do fotógrafo Valter Vinagre, sendo o resultado de uma colaboração com a APAV, com o objetivo de retratar o universo das vítimas de crime em Portugal.

Como fotografar o silêncio? Como fotografar o invisível ou o velado? Desde que há fotografia – melhor seria dizer, desde que há imagem – que o problema se põe. Seja porque o que está em causa são conceitos e não realidades tangíveis, seja porque essas realidades se furtam absolutamente ao olhar da câmara. A violência doméstica, entendida como fenómeno alargado, é um destes casos. É omnipresente em todas as sociedades, mas invisível. É ilegal (é mesmo um crime público) na nossa, mas resistente à sanção social e à lei. O que é novo na modernidade não é a violência, mas, por um lado a natureza dessa violência e, por outro, o modo como a vemos e a enquadramos entre o espaço público e privado. O seu território, o seu capital de impunidade é precisamente esse círculo fechado que constitui a privacidade, que deixa à porta o Estado, as leis, a urbanidade exigível aos comportamentos. (...) Poucos assuntos podiam ser menos atraentes e mais destituídos de glamour e de fotogenia como a vida das pessoas vítimas de violência. O circuito mediático guarda-as normalmente para encarniçar em nós a faceta humanista que todos julgamos ter. A serenidade cúmplice das imagens de Valter Vinagre recusa liminarmente essa parasitagem. No fundo elas dizem uma só coisa de diferentes maneiras. Olha. Compreende o que puderes. Se puderes. E age. Se puderes.
Celso Martins

A exposição será inaugurada no dia 18 de julho e estará patente até 31 de agosto.

Galeria Municipal de Proença-a-Nova
Parque Urbano Comendador João Martins
Largo Chão D'Ordem | 6150-523 Proença-a-Nova