banner irs2020 top

APAV celebra Protocolo de Colaboração com Sindicato dos Jogadores

Publicado .

Foi celebrado esta quarta-feira, 5 de fevereiro, um protocolo de colaboração entre a APAV e o Sindicato dos Jogadores. O acordo visa enquadrar a cooperação institucional entre as duas entidades, no âmbito do apoio às vítimas de crime, ações e campanhas de sensibilização.

A cerimónia de assinatura teve lugar nas instalações de sede da APAV, em Lisboa, contando com a presença do presidente do Sindicato dos Jogadores, Joaquim Evangelista, e do presidente da APAV, João Lázaro.

Joaquim Evangelista salientou o compromisso do Sindicato em promover a responsabilidade social dos futebolistas e a importância que a APAV tem na defesa de causas que são transversais à sociedade e que o desporto tem a obrigação de apoiar, pelo impacto social e capacidade de amplificação.

“O Sindicato tem contado com a disponibilidade dos jogadores e o interesse despertado por temas como a luta contra a discriminação e várias formas de violência. Destaco, em particular, a proatividade das jogadoras de futebol, que motivou inúmeras propostas de desenvolvimento desta parceria estratégica com a APAV”, reforçou o presidente do Sindicato dos Jogadores.

Do lado da APAV, João Lázaro destacou a missão social que une as duas instituições e o propósito comum, dentro das suas respetivas atribuições, de dar voz aos que mais precisam.

“O Sindicato tem promovido a associação de jogadores e jogadoras de futebol a causas sociais, como símbolos de responsabilidade social. O futebol é muito mais do que aquilo que está à vista e é mediatizado. Por detrás dos profissionais estão pessoas e, também por isso, este protocolo pode ajudar a humanizar a figura do/a futebolista e dar-lhe espaço de expressão pública e valorização das causas sociais”, lembrou o presidente da APAV.

As duas instituições selaram o protocolo que tem múltiplas áreas de colaboração e que pretende utilizar o impacto do futebol para o aprofundamento de uma cultura de intolerância à violência e discriminação, missão que o Sindicato dos Jogadores e a APAV assumem, agora, numa voz conjunta.