Prémio APAV para a Investigação 2020 | Alargamento de prazo

Publicado .

Logo Premio Investigação 2020 dygdtfs

O prazo de candidaturas ao Prémio APAV para a Investigação 2020 foi prolongado até ao dia 14 de agosto.

O Prémio APAV para a Investigação destina-se a premiar trabalhos de investigação científica sobre temas ou problemas relacionados com a missão da APAV: Apoiar as vítimas de crime, suas famílias e amigos/as, prestando-lhes serviços de qualidade, gratuitos e confidenciais e contribuir para o aperfeiçoamento das políticas públicas, sociais e privadas centradas no estatuto da vítima.

Saiba mais em apav.pt/premioinvestigação/.

Histórias APAV na primeira pessoa | Luís Teixeira

Publicado .

No âmbito da celebração dos 30 Anos APAV, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima apresenta o quinto vídeo das Histórias APAV na primeira pessoa.

Trata-se de um conjunto de vídeos onde técnicos/as e voluntários/as, actuais e antigos/as colaboradores/as, fazem relatos na primeira pessoa onde partilham histórias de sucesso e percursos pessoais.

Esta semana apresentamos o testemunho do Luís Teixeira, que à data da gravação do vídeo estava na Unidade de Fundraising da APAV. Atualmente é educador social numa Casa Abrigo da APAV.

30 Julho | Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas

Publicado .

APAV Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas Card FB Logo 30 anos Motivo 1 APAV Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas Card FB Logo 30 anos Motivo 3 APAV Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas Card FB Logo 30 anos Motivo 3
(Clique nas imagens para aumentar.)

Assinalando o Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas, celebrado a 30 de julho, a APAV apresenta uma campanha de sensibilização.

Em 2019, foram sinalizadas 86 vítimas de tráfico de seres humanos em Portugal, um aumento de cerca de 45% em relação a 2018. De acordo com o Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, no que toca ao tipo de exploração, Portugal, em contraciclo com os restantes países União Europeia, continua a sinalizar maioritariamente vítimas de exploração laboral, oriundas de países terceiros.

De acordo com o artigo 160º, do Código Penal, pratica o crime de tráfico de pessoas quem entregar, recrutar, aliciar, aceitar, transportar, alojar ou acolher pessoa com a intenção de submetê-la à exploração, nomeadamente a exploração sexual, a exploração do trabalho, a mendicidade, a escravidão, a extração de órgãos ou a exploração de outras atividades criminosas, mediante o emprego de violência, rapto, abuso de autoridade, aproveitando-se de uma incapacidade psíquica da vítima ou através de outra forma de engano ou coação.

O tráfico de seres humanos é um crime bastante complexo, pois implica diferentes ações, formas de violência e de exploração, que continua a afetar milhões de pessoas em todo o mundo e exige cada vez mais o desenvolvimento e constante atualização de medidas eficazes ao seu combate e à proteção das suas vítimas.

A APAV continua a desenvolver trabalho na área da intervenção com as vítimas deste crime, através do Centro de Acolhimento e Proteção Sul (unidade de acolhimento para mulheres vítimas de Tráfico de Seres Humanos) e do trabalho de atendimento e apoio prestado pela Rede de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação (UAVMD).

A campanha agora apresentada foi desenvolvida pela Maianga, uma agência de publicidade, produção audiovisual e produção cultural que atua em Angola, Cabo Verde, Portugal e Brasil.

Centro de Documentação e Informação | Nova plataforma para consulta de acervo

Publicado .

A APAV apresenta a nova plataforma online para consulta do acervo do Centro de Documentação e Informação (CDI): cdi.apav.pt.

Neste tempo de pandemia e limitação de deslocações, esta plataforma permite a consulta online de todo o acervo documental e bibliográfico do CDI, onde se privilegia as áreas da vitimologia, da criminologia, da justiça restaurativa, do apoio à vítima e das violências.

O desenvolvimento desta ferramenta de pesquisa conta com o generoso apoio da SeekSmarter, empresa especializada no desenvolvimento de software e apps.

O Centro de Documentação e Informação da APAV localiza-se na Sede da Associação em Lisboa e disponibiliza, para além das edições e publicações da APAV, um acervo documental e bibliográfico que privilegia as áreas da vitimologia, da criminologia, da justiça restaurativa, do apoio à vítima e das violências.

No atual contexto, as marcações prévias estão dependentes da disponibilidade do CDI da APAV e do rácio de ocupação de espaço previsto. Todas as instalações da APAV têm disponível gel desinfetante e o uso de máscara é obrigatório. A APAV segue todas as recomendações de distanciamento social e de proteção e prevenção da DGS.

Link: cdi.apav.pt

Campanha APAV 30 Anos | Joana Lobo Antunes

Publicado .

Joana Lobo Antunes é comunicadora de Ciência no Instituto Superior Técnico. Apoia a APAV porque "O trabalho que a APAV faz é notável e merece o apoio de todos. Proteger e cuidar das vítimas, ao mesmo tempo que se lhes dá voz e espaço para que haja público reconhecimento de realidades tantas vezes tapadas com a peneira."

Aceitou juntar-se à campanha porque "considero que é meu dever cívico estar do lado dos que precisam de apoio. Porque não dizer ou fazer nada me põe do lado dos que agridem, por actos e palavras ou por omissão. Falemos. Estejamos. Sejamos. Obrigada APAV."

Joana Lobo Antunes é a décima nona personalidade a associar-se à campanha APAV, 30 Anos Pelos Direitos das Vítimas.

Para mais informações sobre as atividades dos 30 Anos da APAV consulte o site apav.pt/30anos.