banner irs2020 top

APAV Notícias #109 | Abril 2020

Publicado .

A newsletter APAV Notícias, boletim informativo da APAV, apresenta um resumo das atividades mais recentes da Associação. A edição #109, de abril de 2020, reúne informação sobre: a campanha de consignação do IRS; a publicação das Estatísticas APAV - Relatório Anual 2019; o novo Centro Temporário de Acolhimento de Emergência; e o lançamento da segunda edição do Prémio APAV para o Jornalismo. A newsletter inclui ainda vários destaques.

Consulte aqui a newsletter:
APAV Notícias #109 | Abril 2020

APAV e Crime+Investigation lançam campanha "Para muitas mulheres, estar em casa não significa estar em segurança"

Publicado .

O canal Crime + Investigation reforça a campanha contra violência de género juntando-se à APAV para alertar e sensibilizar todos/as para o possível agravamento da violência de género em tempos de isolamento.

No âmbito da atual situação de confinamento devido à epidemia de Covid-19, o canal de televisão produziu um novo spot para a campanha "Stop à Violência Contra As Mulheres", dirigida a um dos grupos que mais sofre com o confinamento. O objetivo é recordar as mulheres que atravessam uma situação complicada que os mecanismos de proteção das vítimas continuam disponíveis e que, por isso, não estão sozinhas.

Se for vítima, reconhecer ou suspeitar de uma situação de violência doméstica, contacte a APAV através da Linha de Apoio à Vítima | 116 006, do Messenger | apav.portugal ou do Skype | apav_lav. 

APAV 30 Anos | APAV associa-se ao festival QueerFest

Publicado .

O festival QueerFest realiza-se nos 8, 11 e 12 de setembro, no PENHA SCO (Lisboa) SMUP (Parede), com programação de Rui Eduardo Paes e Maria do Mar. Este será um festival dedicado à música e performance queer, com lugar para a reflexão e o debate. Entre a música, a performance e o ativismo, o festival afirma-se como espaço para novos projetos e novas vozes, com o propósito de lutar contra a discriminação, homofobia, machismo e xenofobia.

A APAV associa-se ao QueerFest, integrando esta parceria no programa de celebração dos seus 30 anos. O festival está a promover uma campanha de angariação de donativos online, de modo a garantir a sua realização.

Mais informações: Queer Fest

COVID-19 | Conselhos para familiares e amigos/as de pessoas idosas

Publicado .

Logos COVID APAV 2 56eyrtdhg

Por serem um dos grupos de risco da COVID-19, as pessoas idosas em Portugal e noutros países encontram-se sob a medida de isolamento obrigatório, o que significa que apenas podem sair de casa em casos muito excecionais.

O isolamento serve para proteger as pessoas idosas e os outros do Coronavírus, mas pode aumentar o risco de violência e ter consequências psicológicas graves.

Se é familiar ou amigo de uma ou mais pessoas idosas, é normal que esteja preocupado com ela(s). Existem várias formas de garantir que as pessoas idosas estão em segurança sem pôr a sua saúde em risco.

Mantenha o contacto diário com o seu familiar ou amigo/a idoso/a através de chamadas telefónicas regulares. Estar em contacto com as pessoas idosas é essencial para monitorizar o seu bem-estar, para sinalizar quaisquer necessidades que possam ter (falta de medicamentos, bens alimentares ou outras), para os sensibilizar sobre os cuidados que devem ter e para informá-los acerca dos rápidos desenvolvimentos da pandemia e das medidas de emergência adotadas pelo Governo. Vivemos um período de incerteza e medo. É, por isso, especialmente importante dar informação às pessoas idosas com calma e paciência. Devemos, primeiramente, reconhecer as emoções que nós próprios sentimos e regular a forma como comunicamos.

Manter o contacto com as pessoas idosas é também muito importante para dar e receber companhia. Todos nos encontramos a experienciar, de uma forma ou outra, isolamento social, e todos precisamos de conversar com quem mais gostamos, sentir-nos acarinhados e tranquilizados.

Garanta que o seu familiar ou amigo tem tudo o que necessita, incluindo medicamentos, e saiba o nome e contacto do seu médico de família. Caso a pessoa idosa não o possa fazer por si própria, é importante manter o contacto com os profissionais de saúde que normalmente o acompanham.

Informe-se sobre a rede de apoio comunitária. Conheça os apoios disponíveis na área de residência do seu familiar ou amigo/a, por exemplo na Junta de Freguesia ou outras entidades locais. Se mora longe e não pode dar este apoio, incentive o seu familiar ou amigo/a a solicitar os apoios necessários à obtenção de bens alimentares, medicamentos ou no passeio do seu animal de estimação. Se o seu familiar ou amigo/a apresentam alguma condição que os impede de solicitar este apoio por si próprio, com a sua autorização, solicite-os você mesmo.

Encoraje o seu familiar e amigo/a a manter-se ativo (a fazer exercício físico e outras atividades que ajudem a passar o tempo) mas lembre-se que ninguém gosta de ser obrigado a fazer algo de que não gosta. Seja compreensivo e sugira algumas distrações mas deixe que seja a própria pessoa a escolher como passa o seu tempo.

Se a pessoa idosa tem outros familiares ou amigos/as, faça com estes um plano de emergência para o caso de ficar doente e deixar de poder prestar apoio.

Se é familiar ou amigo/a de uma pessoa com demência, consulte a página da Alzheimer Portugal.

Se tem vizinhos idosos, respeitando sempre a distância de segurança, ofereça ajuda. Informe os seus vizinhos de que se encontra disponível para ajudar e explique de que formas.

As pessoas idosas estão em isolamento obrigatório pelo bem da sua saúde e da saúde de todos nós. Vamos mostrar-lhes que não estão sozinhas.

Se acha que o seu familiar, amigo/a ou vizinho/a é vítima de violência, peça ajuda à APAV através da Linha de Apoio à Vítima | 116 006 (chamada gratuita, dias úteis, das 9h às 21h).

Fundação Bissaya Barreto cria linha de apoio para combater a solidão

Publicado .

sos solidão FBB

A Fundação Bissaya Barreto criou uma nova resposta social para minimizar os efeitos do isolamento, agravado na sequência da pandemia de COVID-19, a que estão sujeitas as pessoas idosas: A LINHA SOSolidão.

A Linha SOSolidão (800 912 990) é gratuita e pode ser contactada entre as 10h00 e as 17h00 de segunda a sexta-feira. Esta resposta de âmbito nacional tem por objetivo combater o isolamento e acionar os mecanismos de apoio local disponíveis, como por exemplo, a entrega de bens ou medicamentos.

Através desta Linha é possível entrar em contacto com profissionais da área da psicologia com o apoio de uma equipa de acompanhamento e supervisão.