• banner CARE 404x132 v2

SIC: "Agressores visitam filhos em casas de abrigo e colocam vítimas em risco"

Publicado .

"Os Tribunais de Família estão a decretar visitas de pais a filhos em situações em que os menores estão escondidos daquele progenitor agressor em casas de abrigo, pondo em risco a segurança das vítimas, denunciou hoje a APAV.

Em entrevista à agência Lusa, o psicólogo e responsável pela área da violência de género e doméstica da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) adiantou que há um "desfasamento" entre os Tribunais de Família e Menores, onde correm os processos de regulação das responsabilidades parentais, e os Tribunais Criminais, que decidem sobre processos crime, como os de violência doméstica.

De acordo com Daniel Cotrim, na maioria das situações acompanhadas pela APAV, o Tribunal Criminal decreta uma medida de afastamento e de proteção da vítima de violência doméstica e dos filhos, ao mesmo tempo que o Tribunal de Família e Menores decreta um período de visitas do progenitor agressor aos filhos.

O responsável apontou que isto acontece graças à falta de comunicação entre os dois tribunais e à falta de articulação nas intervenções, em que "as pessoas são tratadas como se fossem um papel", no meio de um "processo altamente burocratizado". (...)"

Fonte: SIC Notícias

11 março | Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo

Publicado .

11M

Relembrando os atentados na estação de comboios de Atocha, em Madrid, em 2004, assinala-se, a 11 de março de 2019, o 15.º Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo. Foram frequentes os atentados que ocorreram nos últimos anos, que tiraram a vida a centenas de pessoas, ferindo e traumatizando milhares. Os efeitos psicológicos e sociais nas vitimas de atentados terroristas são profundos e duradouros. Para nós, relembrar o Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo é sensibilizar a população em geral e as instituições (que direta ou indiretamente têm responsabilidade de prevenir e combater os atentados terroristas, bem como prestar socorro às suas vítimas) para o facto de que ainda existe um longo caminho de articulação e desenvolvimento de procedimentos em prol da defesa dos direitos das vítimas e das necessidades que são causadas por estes eventos.

Apesar de não ser um fenómeno recente, o terrorismo continua na agenda do dia. Este fenómeno passou a afetar diretamente Portugal e, apesar de o risco de ocorrência de um atentado em território nacional ser inferior a outros países europeus, tivemos nos últimos anos cidadãos nacionais vitimados por estes atos no estrangeiro. A sensação de segurança global, que se alterou depois dos atentados em 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, é apenas uma das suas faces. Nos últimos anos assistimos a migrações em massa de zonas de conflito, obrigando milhares de pessoas a colocar-se em situações de extrema vulnerabilidade e a territórios, como a Europa, ao esforço para o acolhimento e integração destas populações.

Desde 2016 que a APAV tem apoiado vítimas, familiares e amigos de vitimas de atentados terroristas ocorridos no estrangeiro através da Rede de Apoio a Familiares e Amigos de Vítimas de Homicídio e Terrorismo (RAFAVHVT). Ainda no âmbito do Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo, a APAV promoveu, a 7 de março, o Seminário-Debate "Prevenção e Combate à Radicalização". O evento contou com a participação de representantes do Gabinete da Secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna, Serviço de Informações de Segurança, Unidade Nacional Contra Terrorismo da Polícia Judiciária e Associação Renovar a Mouraria. Neste Seminário, foi apresentado o Projeto Counter@ct - prevenção e combate à radicalização, promovido pela APAV.

APAV promoveu Seminário-Debate "Prevenção e Combate à Radicalização"

Publicado .

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima promoveu o Seminário-Debate "Prevenção e Combate à Radicalização" no dia 7 de Março. O evento foi promovido no âmbito do Dia Europeu da Lembrança das Vítimas de Terrorismo, assinalado internacionalmente a 11 de Março. O Seminário-Debate teve lugar nas instalações de Sede da APAV, em Lisboa. O Seminário-Debate contou com a participação de representantes do Gabinete da Secretária-Geral do Sistema de Segurança Interna, Serviço de Informações de Segurança, Unidade Nacional Contra Terrorismo da Polícia Judiciária e Associação Renovar a Mouraria. Foi ainda apresentado o Projeto Counter@ct - prevenção e combate à radicalização, promovido pela APAV.

37ª edição da Prova de Montanha 12 Kms Manteigas - Penhas Douradas

Publicado .

No dia 10 de março realiza-se 37ª edição da Prova de Montanha 12 Kms Manteigas - Penhas Douradas. Esta corrida tem uma vertente solidária e uma parte do valor das inscrições reverte para a APAV.

Além da prova de montanha, realiza-se ainda uma caminhada (7 Kms) e uma prova de cicloturismo (7 Kms). Neste prova desportiva existem troféus para os 10 primeiros da classificação geral, para os 3 primeiros de cada escalão, para as 3 melhores equipas.

Venha participar na corrida de montanha mais antiga do país!

Facebook