TAP entrega donativo à APAV

Publicado .

No dia 23 de outubro, a TAP entregou um donativo à APAV, no valor de 1.410,97€. O valor foi angariado através de uma iniciativa interna da TAP, que consistiu na venda de mobiliário antigo da empresa aos seus colaboradores.

A TAP tem sido um forte aliado da APAV no desenvolvimento da sua atividade de apoio às vítimas de crime. Através do programa Donate Miles, a TAP tem contribuído para potenciar a ação internacional da APAV.

Com o donativo agora recebido a APAV assume o compromisso de continuar a apostar na promoção dos direitos das vítimas de crime, bem como no diálogo internacional com associações parceiras.

Dia Municipal para a Igualdade | 24 de outubro de 2019

Publicado .

image001

No dia 24 de outubro, o tema da Igualdade volta a dominar a agenda política e sociocultural de norte a sul do país no âmbito da comemoração do Dia Municipal para Igualdade.

No âmbito do tema nacional “Igualdade, Inclusão, Participação”, mais de 330 organizações da sociedade civil e entidades públicas realizam (a 24 de outubro e em dias próximos), em 111 concelhos, mais de 220 iniciativas (no território continental e ilhas), com vista a reforçar a temática da Igualdade junto das comunidades locais, sob o lema “Igualdade é Desenvolvimento”.

No âmbito das comemorações do Dia Municipal para a Igualdade, será também realizado um evento de reflexão sobre a Igualdade entre Mulheres e Homens na Vida Local. O evento, que decorre no Auditório da CASES em Lisboa, é da responsabilidade da Comissão Organizadora do Dia Municipal para a Igualdade, da qual a APAV participa. A inscrição é gratuita e obrigatória.

Ao longo dos últimos 10 anos, por proposta da comissão organizadora da Agenda Nacional do Dia Municipal para a Igualdade, a comemoração deste dia envolveu cerca de um milhão de pessoas, mais de nove centenas de organizações e cem concelhos, realçando a temática da Igualdade enquanto promotora de desenvolvimento e cidadania.

A desigualdade é promotora de novas e maiores vulnerabilidades. Conduz a sociedades mais pobres, menos preocupadas com os direitos das mulheres e dos homens. Produz comunidades desatentas, tolerantes a discursos marcados pelo poder.

APAV integra Programa TAP Miles&Go: doação de milhas solidárias

Publicado .

Em 2019, a APAV começou a fazer parte do Programa TAP Miles&Go, um programa que permite que os clientes da companhia aérea doem as suas milhas a instituições de solidariedade social.

Durante 3 anos, a APAV beneficiará deste Programa que a permitirá levar a sua ação mais longe, favorecendo o diálogo com instituições internacionais parceiras. 

Para saber como ajudar a APAV através das suas milhas, basta aceder o ao link:
https://www.flytap.com/pt-pt/miles-and-go/parceiros/apav

42.º Conselho Consultivo de Gestores/as da APAV

Publicado .

A APAV está presente no território português através de uma rede nacional de Gabinetes de Apoio à Vítima e três sub-redes de apoio especializado, que prestam diretamente apoio psicológico, social e jurídico a pessoas vítimas de crime. A APAV realiza anualmente dois grandes eventos internos formativos com os/as gestores/as dos Gabinetes de Apoio à Vítima e das sub-redes de apoio especializado, denominados Conselhos Consultivos.

Nos dias 24 e 25 de Outubro realizou-se em Braga o 42.º Conselho Consultivo de Gestores/as da APAV.  Este evento teve o objetivo de promover a atualização de conhecimentos, procedimentos e a formação dos colaboradores que gerem os Gabinetes de Apoio à Vítima e sub-redes de apoio especializado, além da promoção de momentos de team building e convívio.

30 outubro #NãoFiqueÀEspera

Publicado .

Em Portugal, sempre que se pretende faz​er uma homenagem a alguém com 1 minuto de silêncio, é comum ele ser naturalmente transformado num minuto de barulho. Nos estádios é comum bater-se ​palmas, nas estradas protestamos com buzinões, nas mais diversas situaçõe​s em que as pessoas se juntam para se manifestarem, os portugueses gostam genuiname​nte de se fazer​ ouvir.

Vamos pedir aos portugueses para saírem à rua e fazerem-se ouvir das mais variadas formas (buzinas, palmas, apitos, panelas, etc) com 1 minuto de barulho pelas mais de 30 vítimas de violência doméstica que desde janeiro morreram no silên​cio.

https://em.meo.pt/naoviolencia