17 de maio | Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia

Publicado .

1

Assinala-se hoje, 17 de maio, o Dia Internacional contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia.

A Homofobia, a Transfobia, Bifobia e todas as formas de intolerância relativa a orientação e/ou características sexuais e identidade de género devem ser prevenidas e combatidas.

O impacto de atitudes e comportamentos discriminatórios motivados por características identitárias, pode ser devastador para a vítima e é prejudicial a toda a comunidade.

Em Portugal, atos discriminatórios - com ou sem violência - motivados pela orientação sexual, características sexuais e identidade de género são proibidos por lei.

Todas as pessoas vítimas de crime e de qualquer forma de discriminação podem encontrar apoio na APAV.

Linha de Apoio à Vítima | 116 006

UAVMD | 21 358 79 14 | Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Almada assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia

Publicado .

Pelo segundo ano consecutivo, o Município de Almada assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia com o hastear da bandeira arco-íris, símbolo da comunidade LGBTI+, associando-se à luta pelos direitos humanos desta comunidade, ao direito à diversidade e à educação democrática.

A APAV também se associa a esta luta, tendo estado presente, a convite da Câmara Municipal de Almada, no hastear da bandeira arco-íris. A cerimónia realizou-se na Praça da Liberdade, junto ao Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada, com a presença da presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros. Em representação da APAV esteve presente Sónia Reis, gestora do Gabinete de Apoio à Vítima de Almada.

9 Maio | Dia da Europa

Publicado .

Hoje, 9 de maio, assinala-se o Dia da Europa. Todos os anos, cerca de 75.000 pessoas são vítimas de crime na União Europeia.

Ao longo da sua história, a APAV tem trabalhado ativamente na promoção dos direitos das vítimas na Europa, destacando-se o trabalho em rede com diversas instituições europeias.

A APAV é membro fundador do Victim Support Europe, a organização que reúne os vários serviços e organizações de apoio à vítima na Europa, tendo assumido a sua presidência em 2015.

A Comissão Europeia reservou em 2009 o número telefónico 116 006 como número de apoio à vítima europeu. Em Portugal este serviço de apoio é gerido pela APAV; a Linha de Apoio à Vítima está disponível nos dias úteis, das 08h às 22h00.

APAV participa em debate na AR sobre impacto da Covid-19 na vida das mulheres

Publicado .

APAV CS debateAR 2021

A APAV participou esta manhã no debate "Impacto da Covid-19 na vida das mulheres – As violências contra as mulheres e a violência doméstica", que decorreu na Assembleia da República.

Cristina Soeiro, vice-presidente da APAV, apresentou a comunicação com alguns do resultados recolhidos até ao momento sobre o Projeto Violência contra as Mulheres e Violência Doméstica (VMVD) em Tempos de Pandemia: caracterização, desafios e oportunidades no apoio à distância (AaD). Este projeto é coordenado pela APAV e conta com a parceria de investigadores/as da Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior (Instituto Universitário Egas Moniz) e da Universidade Fernando Pessoa - Centro Interdisciplinar de Estudos de Género (CIEG).

O debate contou ainda com intervenções de outras organizações, entidades governamentais, academia, forças de segurança e grupos parlamentares.

APAV promove III Jornadas de Braga Contra a Violência

Publicado .

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima promove a terceira edição das Jornadas de Braga Contra a Violência, que irão decorrer no dia 20 de maio. O evento será realizado exclusivamente ONLINE, através da plataforma digital ZOOM.

Nesta edição contamos com um painel diversificado de prestigiados/as oradores/as e moderadores/as, de forma a promover debate e reflexão sobre temáticas relacionadas com o apoio às pessoas idosas vítimas de crime, bem como a prevenção da violência e da vitimação neste específica faixa etária.

Procuraremos compreender melhor algumas das especificidades da violência contra estas vítimas especialmente vulneráveis, abordando os desafios de envelhecer em Portugal. Iremos conhecer algumas propostas sobre trabalho em rede, acreditando que esta tem de ser uma resposta de prevenção e intervenção em situações de violência.

O evento inclui ainda um workshop sobre o regime do maior acompanhado, tema recorrente para quem diariamente contacta com diversas situações e precisa de uma resposta adequada às necessidades.

A participação no evento é gratuita, mas carece de inscrição obrigatória.

Programa, inscrições e informações:
apav.pt/jornadas