Brands Like Bands | O único festival de bandas de empresas do mundo apoia a APAV

Publicado .

blb2020 instagram

Já arrancou o festival Brands Like Bands que este ano, pela primeira vez, vai ter transmissão online. Junte-se a nós no próximo sábado, dia 31 de outubro, para concertos de bandas das empresas Nokia, Grupo RHmais, Altran, Mercer e Altice Labs.

O lado solidário deste evento, que junta bandas de empresas, tem como objetivo apoiar instituições que tentam mitigar os efeitos da pandemia de COVID-19. Os donativos serão entregues pelo público diretamente às instituições via MB Way ou através dos dados disponibilizados nos websites de cada uma das organizações.

Todas as atuações poderão ser acompanhadas através do website da Rádio Comercial, que se junta ao projeto para transmissão do evento online.

Os concertos acontecem todos os sábados, entre os dias 17 de Outubro e 14 de Novembro, a partir das 21h30.

Conferência “Stories of Injustice: towards a narrative victimology” | 27 Outubro

Publicado .

A vitimologia narrativa serve de base para a reflexão que Antony Pemberton, Professor de Justiça Restaurativa no Instituto de Criminologia de Leuven, apresentará no próximo dia 27 de outubro na Conferência “Stories of Injustice: towards a narrative victimology”. A APAV e a Escola de Criminologia - FDUP e o seu Centro de Investigação Interdisciplinar sobre Crime juntam-se na co-organização deste evento.

Antony Pemberton é especialista em diversos temas como culturas vitimológicas, vitimologia narrativa, justiça restaurativa, vítima em contexto político, ético e vitimização e, para além de Professor, é Investigador Sénior no Instituto Holandês de Crime e Forças de Segurança (Netherlands Institute for Crime and Law Enforcement – NSCR), em Amsterdão.

A conferência tem início às 9h00, com a duração prevista de 2 horas, e pode ser acompanhada online, via Zoom, através do endereço: bit.ly/3dIoNnF

Centro Cultural do Cartaxo acolhe exposição "30 Anos pelos Direitos das Vítimas"

Publicado .

Expo cartaxo  Expo cartaxo 2 Expo cartaxo 3 expo cartaxo 4

Até ao próximo sábado vai poder visitar a exposição "30 Anos pelos Direitos das Vítimas" no Centro Cultural do Cartaxo, organizada, que reúne um conjunto de campanhas de sensibilização marcantes promovidas pela APAV ao longo da sua história.

Esta iniciativa conjunta assinala não só o trigésimo aniversário da APAV mas também o primeiro ano de trabalho do Gabinete de Apoio à Vítima que funciona no Cartaxo desde outubro de 2019, quando a APAV e o Município do Cartaxo estabeleceram um protocolo de colaboração.

A cerimónia de inauguração contou com a presença de vários parceiros, entre eles o Presidente da Câmara Municipal do Cartaxo.

Datas e Horário da Exposição
13 a 24 de outubro 2020
Quarta e quinta feira - 17h00 às 20h00
Sexta-feira - 17h00 às 22h00
Sábado - 15h00 às 22h00

II Jornadas do Alto Alentejo Contra a Violência

Publicado .

JORNADAS 2020 AA logo 01 banner

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, através do Gabinete de Apoio à Vítima do Alto Alentejo Oeste, promove as II Jornadas do Alto Alentejo Contra a Violência, que terão lugar no Teatro-Cinema de Ponte de Sor, no dia 27 de outubro. 

No evento serão abordados quatro temas principais: a violência e vítimas especialmente vulneráveis, novos contextos para a violência; os homicídios nas relações de intimidade; a comunidade e a igualdade; novos contextos para a violência; e a cibercriminalidade.

A sessão de abertura das Jornadas vai contar com a presença de João Lázaro, presidente da APAV, Mariana Vieira da Silva, Ministra da Presidência, e Hugo Hilário, Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor.

O programa completo e o formulário de inscrição podem ser consultados aqui.

O evento é gratuito mas carece de inscrição obrigatória.

18 Outubro | Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos

Publicado .

IMG 20201013 WA0005 IMG 20201013 WA0006

Assinala-se hoje, dia 18 de outubro, o Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos. Algumas das vítimas deste crime contra a Humanidade, que estão atualmente no Centro de Acolhimento e Proteção SUL, traduziram em palavras e de forma simbólica aquilo que, para elas, significa o tráfico de seres humanos. A intenção é mostrar que existem algemas invisíveis que tiram a voz, a identidade e a liberdade.

Todo o simbolismo que imprimiram nestas imagens deixa antever a privação que sentiram nas suas vidas. A perda da sua liberdade, pois esta não se restringiu apenas ao momento da exploração, mas também nas consequências que vivem atualmente pelas dificuldades sentidas em refazerem as suas vidas e se poderem autonomizar. A perda da sua voz, por terem perseguido o sonho de uma vida melhor e terem sido enganadas, humilhadas e exploradas para servir quem as explorou.

Informação - é o que aconselham a quem, numa tentativa ávida de melhorar a sua vida, acabe por confiar no amigo, no amigo do amigo, no familiar, na agência de trabalho e depois, por falta de conhecimento, acaba por viver uma situação de exploração, anulação da sua identidade e da persecução do seu objetivo de vida.

Em 2007, a Comissão Europeia passou a assinalar o dia 18 de outubro como o Dia Europeu de Combate ao Tráfico de Seres Humanos, com o objetivo de sensibilizar o público em geral, e os governos europeus em particular, para a grave violação dos direitos humanos que constitui o tráfico de seres humanos. O Tráfico de Seres Humanos é um crime contra a Humanidade.

A par do aumento exponencial do número de pessoas deslocadas, requerentes de asilo, refugiadas e migrantes, multiplicam-se as situações de exploração que se aproveitam da sua extrema vulnerabilidade. A situação política instável e os conflitos armados, bem como o enfoque no crescimento económico em detrimento do respeito pelos direitos humanos e da proteção de pessoas em situação vulnerável, tornam ainda mais relevante a necessidade de voltar a sublinhar a importância de adotar medidas de prevenção, investigação e penalização deste crime, bem como de intervenção o e apoio às suas vítimas.

A APAV continua a desenvolver trabalho de intervenção com as vítimas deste crime, através da Rede de Apoio à Vítima Migrante e de Discriminação e do Centro de Acolhimento e Proteção Sul (unidade de acolhimento para mulheres vítimas de tráfico de seres humanos).

A APAV está ainda disponível para apoiar através da Linha de Apoio à Vítima, um número de apoio, gratuito e confidencial: 116 006 (dias úteis, das 9h às 21h).

Mais informação sobre o crime de Tráfico de Seres Humanos:
www.naoaotrafico.pt