Mês Europeu da Cibersegurança

Publicado .

O Mês Europeu da Cibersegurança (ECSM) é uma iniciativa anual de sensibilização organizada pela Comissão Europeia e pela Agência da União Europeia para a Cibersegurança (ENISA) dedicada à promoção da cibersegurança entre cidadãos e organizações e ao fornecimento de informações atualizadas sobre segurança online, através da sensibilização e da partilha de boas práticas.

A pandemia de Covid-19 veio testar a resiliência da segurança online em todo o mundo, ao mesmo tempo que levou mais cidadãos a conduzir as suas vidas diárias online. As nossas vidas mudaram e em grande medida transferiram-se para o online, pelo que nunca foi tão importante como nos dias de hoje educar os utilizadores para uma utilização segura da Internet.

Segundo o estudo 2021 Norton Cyber Safety Insights Report: Special Release – Home & Family, apesar de estarem cientes das ameaças à segurança dos seus dispositivos electrónicos, os utilizadores adotam uma postura reativa face a ataques informáticos que possam sofrer. Segundo este estudo, 1 em cada 5 utilizadores de dispositivos electrónicos não toma medidas para proteger os seus dispositivos, no entanto refere que se um de seus dispositivos fosse hackeado, a grande maioria (87%) diz que tomaria medidas para mitigar os efeitos do ataque, a maioria refere que as ações a tomar seriam alterar a configurações de privacidade e/ou alterar as palavras-passe (51%).

Apenas cerca de 1 em cada 3 utilizadores nega permissões de acesso das aplicações aos dispositivos (35%), altera as palavras passe de origem nos dispositivos (33%), atualiza regularmente as palavras passe das suas aplicações (30%) ou instala software de proteção contra ataques informáticos (29%).

A Linha Internet Segura também tem verificado o aumento do número de contactos após a pandemia de Covid-19; no período de janeiro a setembro de 2021 já conta com um número de 337 contactos realizados para a sua linha de esclarecimento e apoio (Helpline), destacando que cerca de 30% dos contactos realizados estão associados a ataques à segurança da informação dos utilizadores, sobretudo esquemas de Phishing (envio de emails fraudulentos tendo em vista a obtenção de informação pessoal e confidencial) e Smishing (envio de SMS fraudulentas) e falsidade informática. Uma vez que estes esquemas criminosos são bem sucedidos, causam grandes impactos quer a nível pessoal como a nível patrimonial aos utilizadores vítimas deste tipo de cibercriminalidade.

A APAV, como membro do Consórcio Internet Segura e responsável pela Linha Internet Segura, associa-se ao Mês Europeu da Cibersegurança — inciativa fundamental para a promoção e divulgação de boas práticas de cibersegurança e ciberhigiene. No âmbito desta iniciativa, iremos destacar o tema com diferentes momentos de comunicação, incluindo o lançamento de uma nova campanha de sensibilização e a publicação da versão física do documento Data Detox X Youth.

A Linha Internet Segura encontra-se disponível para prestar esclarecimento e apoio a todas as questões relativas à segurança online.


• 800 219 090 (Dias úteis 08h-22h)
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Obrigada Staples Portugal!

Publicado .

A campanha deste ano da Staples Portugal Regresso às Aulas chegou ao fim, resultando na angariação de 27.000€ em donativos monetários e de material a favor da APAV.

O valor do donativo conseguido irá contribuir para que os projetos, formação e campanhas de sensibilização da APAV de combate ao bullying cheguem a mais escolas, a mais jovens e a mais famílias.

Obrigada à Staples Portugal e às pessoas suas clientes, que nos presentearam com vários donativos.

Estatísticas APAV | Pessoas Idosas Vítimas de Crime e de Violência 2013-2020

Publicado .

Estatisticas APAV Pessoas Idosas Vitimas Crime Violencia 2013 2020

A APAV associa-se, uma vez mais, à iniciativa anual do Dia Internacional da Pessoa Idosa. Este dia foi instituído em 1991 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e tem como objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e a necessidade de proteger e cuidar a população mais idosa. 

Assinalando a data, disponibilizamos para consulta a nova série estatística da APAV, sobre pessoas idosas vítimas de crime e de violência, referente ao período 2013-2020. 

Neste relatório é possível ter uma perspetiva do número de pessoas idosas apoiadas pela APAV entre 2013 e 2020, com um total de 10.307 processos de apoio. 

No que diz respeito ao perfil da vítima, esta é geralmente do sexo feminino (cerca de 73,3%), com idades compreendidas entre os 65 e os 74 anos. Já o autor do crime é em cerca de 63,4% das situações do sexo masculino e com uma média de idades (11,4%) entre os 65 e os 74 anos. Em cerca de 37% dos casos, a vítima é pai ou mãe do autor do crime. 

Reconhecendo que a violência contra as pessoas idosas constitui um problema social e de saúde pública, consideramos que o seu eficaz combate pode contribuir para um futuro mais inclusivo, onde todos sejam respeitados ao longo do ciclo de vida, nomeadamente no contexto de um envelhecimento ativo e saudável. 

A APAV apoia as pessoas idosas e as suas famílias, prestando-lhes apoio jurídico, psicológico e social; conta com a colaboração de outras instituições, públicas e privadas, e com os vizinhos e conhecidos das vítimas — cujo papel pode ser muito importante, sobretudo na denúncia das situações de violência.

Estes crimes não podem ser remetidos ao silêncio. 

A APAV está disponível para ajudar através dos seus diferentes serviços, nomeadamente da Linha de Apoio à Vítima 116 006 — dias úteis, das 08h00 às 22h00 — número gratuito e confidencial.

Estatísticas APAV | Pessoas idosas vítimas de crime e de violência (2013-2020)

Linha Nacional de Emergência Social celebra 20 anos

Publicado .

A Linha Nacional de Emergência Social (LNES), disponível através do número 144 e que funciona 24 horas por dia e 365 dias por ano, assinalou no dia 30 de setembro os seus 20 anos.

Esta linha, está disponível para todos os cidadãos que se encontrem em situação de desproteção e vulnerabilidade e que necessitem de apoio social, por não estarem asseguradas as condições mínimas de sobrevivência ou por estarem expostos a um perigo real, atual ou iminente, para a sua integridade física e psíquica. Na sua maioria, os pedidos que chegam à LNES estão relacionados com ausência e perda de autonomia, seguindo-se situações de despejo e desalojamento. As pessoas em situação de sem abrigo e as vítimas de violência doméstica estão também entre os públicos que mais recorrem à Linha. A APAV tem sido uma instituição parceira durante estes 20 anos.

O 20.º aniversário da LNES foi assinalado com um evento que, além de uma mesa redonda sobre o passado e o presente da LNES, contou com a presença da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que aproveitou para anunciar a criação da Rede de Resposta Integrada em Emergência Social que lhe vai permitir ser ainda mais eficaz, nomeadamente nos períodos da noite e de fins-de-semana.

In Memoriam Vítor Feytor Pinto (1932-2021)

Publicado .


Fotografia: DR

A APAV manifesta o seu sentido pesar pelo falecimento do padre Vítor Feytor Pinto, apresentando à família e amigos as mais respeitosas condolências.

Vítor Francisco Xavier Feytor Pinto nasceu a 6 de Março de 1932, na freguesia de Santo António dos Olivais, em Coimbra. Foi associado fundador da APAV e esteve envolvido em vários movimentos ligados à saúde, tendo sido assistente e diocesano da Associação Católica de Enfermeiros e Profissionais de Saúde, entre outras. Coordenou o Projeto Vida, programa de combate à toxicodependência, e foi porta-voz da revolução de 25 de abril de 1974, junto dos bispos portugueses.

A sua dedicação à defesa dos direitos fundamentais ficará na memória de todos nós.