Módulos
HORA DE SER

Módulo 0 - Sensibilizar e Educar para o Valor do Grupo

Neste módulo são definidos os comportamentos considerados aceitáveis ao longo da intervenção, através da responsabilização individual e de grupo na definição do Contrato do Grupo SER. Paralelamente, é desenvolvida a consciência de grupo, através da partilha de experiências e de interações positivas entre os/as participantes, promovendo a inclusão e a perceção do grupo como um contexto seguro de aprendizagem, em que cada criança pode manifestar livremente a sua opinião, experiências e emoções ou sentimentos, sem receio de ser julgada ou criticada.

modulos 0
Módulo 1 - Sensibilizar e Educar para a Igualdade e Diversidade

Centra-se na promoção da igualdade de género e no reconhecimento da diversidade como algo natural e positivo. São trabalhados valores subjacentes aos Direitos Humanos e as crianças são confrontadas com as desigualdades sociais, nomeadamente as que se associam ao género, à idade e à deficiência. Para tal, são trabalhados os estereótipos e as suas consequências, fomentando pensamentos e comportamentos alternativos, com vista a uma realidade mais justa e igualitária.

modulos 0
Módulo 2 - Sensibilizar e Educar para os Relacionamentos

O módulo 2 dedica-se à aprendizagem e treino de competências pessoais e sociais (e.g., expressão adequada de emoções negativas, treino de assertividade, resolução positiva de conflitos), as quais são essenciais ao estabelecimento de relacionamentos interpessoais positivos e a um desenvolvimento individual, social e relacional saudável. Em traços gerais, neste módulo as crianças aprendem a: (1) identificar as emoções e sentimentos e a expressar adequadamente as emoções negativas; (2) identificar diferentes estilos de comunicação e as suas consequências; (3) utilizar a assertividade e (4) resolver conflitos de forma positiva e sem recorrer a quaisquer dinâmicas abusivas.

modulos 0
Módulo 3 - Sensibilizar e Educar para os Efeitos da Violência

Este módulo visa, sobretudo, promover a empatia das crianças em relação às vítimas, através do reconhecimento das consequências da violência e do impacto que estas podem assumir na vida da vítima. Com base na empatia, pretende-se desconstruir atitudes que legitimam quaisquer formas de violência, fomentando a não-tolerância a todas as suas formas, inclusive em relação às “menos graves”. Por fim, neste módulo as crianças são sensibilizadas para a importância da testemunha nas situações de violência e é facilitada a tomada de decisão, através da aprendizagem de estratégias de segurança que permitam ajudar a(s) vítima(s), sem colocar em risco a criança que assiste a alguma situação de violência.

modulos 0
Módulo 4 - Sensibilizar e Educar para a Segurança

O principal objetivo deste módulo é dotar as crianças de estratégias de segurança adequadas (individuais ou através da procura da rede formal e informal de apoio), que lhes permitam saber o que fazer se experienciarem, direta ou indiretamente, uma situação de violência. As crianças aprendem a identificar a(s) sua(s) pessoa(s) adulta(s) de confiança e são incentivadas a partilhar acontecimentos, pensamentos e emoções/sentimentos resultantes de experiências quotidianas com esta(s) pessoa(s). De igual modo, é reforçada a importância de recorrerem a esta(s) pessoa(s) em situações de perigo, aumentando o sentimento de segurança e promovendo a procura de ajuda imediatamente a seguir ao episódio abusivo ou numa fase mais precoce, não permitindo a continuidade da vitimação.

modulos 0
Módulo 5 - Sensibilizar e Educar para o Papel da Família na Prevenção

O objetivo deste módulo é reforçar a partilha entre criança-família, através da realização conjunta de dinâmicas, facilitando-se, desta forma, a generalização das aprendizagens e o reforço das competências adquiridas nas sessões Hora de SER.

modulos 0

Este website foi desenvolvido pela Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), no âmbito do Projeto SER Plus – Sensibilizar e Educar para os Relacionamentos, cofinanciado pelo Programa Cidadãos Ativ@s - EEA Grants, gerido em Portugal pelo consórcio entre a Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Bissaya Barreto. O seu conteúdo reflete os pontos de vista das/os autoras/es, não podendo a entidade financiadora ser responsabilizada por qualquer utilização que possa ser feita da informação contida no mesmo.