banner irs2020 top

COVID-19 | Falsas oportunidades de emprego

Publicado .

Devido à epidemia de Coronavírus, muitas pessoas que não conseguem realizar a sua profissão através de teletrabalho infelizmente estão desempregadas e, nestes tempos conturbados, vêem-se obrigadas a procurar uma nova profissão.

Com a pandemia começa também a proliferar o número de websites relacionados com este novo vírus, apresentando muitos deles aparentes oportunidades para pessoas desempregadas voltarem ao ativo.

Um dos exemplos é o dos sites que se fazem passar por serem de organizações sem fins lucrativos e que alegam pretender recolher fundos para ajudar no combate ao vírus, fingindo estar a contratar angariadores para ajudar nesta recolha de fundos.

Esta falsa organização irá dar-lhe como tarefa ajudar a transferir um pretenso donativo recebido para uma carteira de criptomoedas gerida pelos criminosos. Vai receber a quantia desse “donativo” na sua conta pessoal, sendo depois solicitado que levante o dinheiro através de uma caixa multibanco.

Aí, até lhe pode ser dito para ficar com uma parte desse dinheiro, como se de um bónus por parte do empregador se tratasse. Depois, é-lhe solicitado que deposite essa quantia num multibanco que aceite depósitos em critpomoeda, sendo-lhe enviado um código QR por email pelos criminosos de modo a que faça o depósito na carteira de critpomoedas dos mesmos.

O dinheiro que lhe está a ser solicitado transferir para a carteira de Bitcoin será, com grande probabilidade, dinheiro subtraído ilicitamente pelos criminosos da conta bancária de terceiro, o que significa que está a fazer parte (mesmo que desconhecendo a finalidade) de um esquema de branqueamento de capitais.

Como prevenir ser envolvido num esquema de branqueamento de capitais, através de uma oferta de trabalho:

  • Suspeite de empregadores que lhe peçam que transfira fundos para outra conta bancária (geralmente uma carteira de criptomoedas) ou para entregar mercadorias.
  • A oferta encontra-se em sites suspeitos, que foram configurados apenas recentemente e que tenham no seu nome alusões ao coronavírus (ex: coronavirusgethelp.com).
  • Oferta de uma remuneração demasiado elevada para o tipo de funções a exercer, bem como o próprio contrato de trabalho estar formalizado de uma forma que não corresponde ao exigido legalmente.

Estes criminosos são especialistas a criar boas razões para ajudá-los a movimentar dinheiro. Não aceite fazê-lo! Os efeitos são potencialmente devastadores, incluindo:

  • Ficar impossibilitado de aceder à sua conta bancária- as autoridades provavelmente irão bloquear o acesso à sua conta bancária durante a investigação o que levará a maiores dificuldades a nível económico.
  • Ser alvo de um processo-crime – Poderá iniciar-se uma investigação criminal em que irá ser arguido num processo-crime, podendo até vir a ser condenado pela prática de crime.
  • Ter que indemnizar as vítimas cujo dinheiro das contas bancárias foi furtado pelos criminosos..
  • Tornar-se vítima de furto de identidade - através dados pessoais que forneceu a estes criminosos.

A APAV está disponível para o/a apoiar

Se suspeitar que é ou que foi vítima deste tipo de esquema fraudulento, não hesite em contactar a Linha Internet Segura para o número 800 21 90 90 (gratuito, disponível das 9h às 21h) e através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

A COVID-19 afetou a vida de milhões de pessoas em todo o mundo. É impossível prever seu impacto a longo prazo. No entanto, é possível tomar medidas para evitar ser vítima deste tipo atividade fraudulenta online.