Workshop Unisexo – prevenção da violência sexual no ensino superior | 5 Março

Publicado .

A APAV, através do Gabinete de Apoio à Vítima de Coimbra, vai dinamizar no dia 5 de Março de 2013 um workshop de prevenção da violência sexual junto dos estudantes do ensino superior.

Esta acção, com início pelas 14:30, terá lugar no Auditório da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra.

Esta actividade insere-se no âmbito do Projecto Unisexo – prevenção da violência sexual no ensino superior.

O workshop tem a duração de duas horas e é gratuito, podendo a inscrição ser feita junto da ESTeS ou através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Workshop Unisexo

OneBillionRising pôs dezenas de pessoas a dançar

Publicado .

No passado dia 14 de Fevereiro realizou-se a flashmob "@ menin@ dança?", promovido pelo movimento internacional OneBillionRising.

A APAV integrou a plataforma que promoveu esta iniciativa a nível nacional.

Este evento juntou várias dezenas de pessoas no Largo Camões, no centro de Lisboa, que dançaram pelo fim da violência contra as mulheres.

Segurança, Democracia e Cidades: O Futuro da Prevenção | França | 12/14 Dezembro

Publicado .

Nos dias 12, 13 e 14 de Dezembro realiza-se em França a Conferência “Segurança, Democracia e Cidades: O Futuro da Prevenção”. Organizada pela EFUS (European Forum for Urban Security), esta conferência funcionará como um espaço de troca de práticas, experiências e conhecimento sobre a prevenção do crime na Europa e em todo o mundo.

Nesta Conferência onde serão abordados temas relacionados com o consumo de drogas, minorias, crime organizado e violência contra as mulheres, serão ainda realizadas palestras com especialistas de varias áreas com o intuito de avaliar as políticas de segurança urbana ao longo dos últimos 25 anos, os desafios para o futuro da prevenção, bem como os principais temas trabalhados pelas autoridades locais. Outro ponto alto desta Conferência será o lançamento do Manifesto que refletirá o posicionamento politico adotado.

Esta iniciativa, na qual são esperados 800 participantes de todo o mundo, dirige-se a todos aqueles que se encontram envolvidos na segurança urbana, tal como autoridades locais, profissionais da área da segurança, assistentes socias, investigadores, representantes da sociedade civil, entre outros.

Para mais informações:
www.2012conference.eu

APAV_notícias #20 | Novembro 2012

Publicado .

Aqui está a 20ª edição do boletim APAV_notícias. Esta newsletter condensa informação sobre as mais recentes actividades da APAV: a campanha sobre Violência Doméstica, que assinala o dia 25 de Novembro - Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres; a peça de teatro “Amor!?”, em cena no Casino Estoril; o novo site da APAV sobre Violência Doméstica; e o seminário promovido pelo Victim Support Europe no Parlamento Europeu. O destaque desta edição vai para o Projecto Unisexo.

A newsletter pode ser consultada neste link:
APAV_notícias #20

Expresso: "Portugal pode fazer mais contra o tráfico de seres humanos"

Publicado .

Um relatório europeu elogia os progressos do país mas chama a atenção para o aumento da exploração laboral e dos riscos para homens e crianças. Pede que Portugal avalie melhor o que tem feito e reforce o trabalho das ONG.

"Embora haja muitas melhorias a assinalar, Portugal pode fazer mais para combater o tráfico de seres humanos. É esta a principal conclusão do relatório do Grupo de Peritos do Conselho da Europa contra o Tráfico de Seres Humanos, a que o Expresso teve acesso.

Depois de visitas in loco e contactos com todas as entidades relevantes, os peritos europeus - um grupo de 15 indivíduos "independentes e imparciais" - consideram que as autoridades portuguesas "têm tomado medidas importantes para prevenir e combater o tráfico de seres humanos", mas desejam um maior envolvimento das ONG e uma maior adequação das medidas adotadas às tendências atuais deste fenómeno: um acréscimo do tráfico ligado à exploração laboral (em detrimento da ainda prevalecente e dominante exploração sexual) e, por conseguinte, o aumento do peso de homens e crianças numa população de vítimas onde, até agora, têm preponderado as mulheres. (...)"

Fonte: Expresso