Login

APAV no Bairro dos Navegadores

Publicado .

No âmbito do Contrato Local de Segurança de Oeiras, a APAV encontra-se a desenvolver o Projeto "APAV no Bairro dos Navegadores", financiado pela Câmara Municipal de Oeiras no âmbito da sua política de apoio às organizações sociais e de promoção das respostas a vítimas de violência e de crime.

O Projeto "APAV no Bairro dos Navegadores" visa o atendimento e apoio especializado a vítimas de todos os crimes e a sensibilização da comunidade para os vários tipos de criminalidade e de violência nas vertentes de prevenção e apoio. A APAV é o novo Parceiro do CLS que, conjuntamente com todas as outras entidades parceiras, visa contribuir para a boa implementação do CLS de Oeiras.

APAV Notícias #120 | Março 2021

Publicado .

A newsletter APAV Notícias, boletim informativo da APAV, apresenta um resumo das atividades mais recentes da Associação. A edição #120, de março de 2021, reúne informação sobre: a nova campanha de consignação do IRS; o Centro de Acolhimento e Proteção, que dispõe de uma resposta de acolhimento de emergência a mulheres vítimas de tráfico de seres humanos; o Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo; e o projeto "APAV no Bairro dos Navegadores", financiado pela Câmara Municipal de Oeiras. A newsletter inclui ainda vários destaques.

Consulte aqui a newsletter:
APAV Notícias #120 | Março 2021

Um Disco D'Ouro para as Vítimas de Violência Doméstica

Publicado .

O cantor, autor e compositor Dom Pedro Alves, a voz portuguesa de França, lança o novo álbum: 'Sempre Mais Forte' (2021 Editora Espacial).

Devido à sua história de vítima de violência doméstica decidiu oferecer todos os seus direitos de intérprete e produtor e todos os benefícios da comercialização do seu trabalho à APAV.

Saiba mais em: https://www.dompedroalves.com/

 

Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo

Publicado .

A 11 de Março assinala-se o Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo. Foi nesta data que, em 2004, ocorreram os ataques na estação ferroviária de Atocha, em Madrid, vitimando 193 pessoas e deixando feridos mais de 2000. Juntamente com os atentados em Nova Iorque, em 2001, e em Londres em 2005, a noção de terrorismo, em grande escala e perto de todos nós, passou a ser uma constante.

Hoje em dia, com a destabilização política no Médio Oriente e com a crise dos refugiados, que procuram um melhor destino de vida longe dos seus países, temos uma Europa marcada pela violência e pelos discursos cada vez mais extremistas, seja por movimentos religiosos ou, por outro lado, nacionalistas e identitários. Assistimos hoje a uma radicalização desses discursos, de diferentes quadrantes sociais, que marcam cada vez mais a polarização das diferenças entre “nós” e os “outros”.

O Dia Europeu em Memória das Vítimas de Terrorismo tem o objetivo de lembrar as pessoas que foram alvo destas causas radicais, para que seja válida a sua “voz” e a dos seus familiares e amigos/as. Não apenas faz parte do seu próprio processo de recuperação, como humaniza estes atos horríveis. Permite relembrar que os atentados não foram cometidos contra uma parte da sociedade, mas sim contra pessoas reais, que são família e/ou amigos/as de alguém. Pessoas com nomes, rostos e histórias de vida bruscamente interrompidas.

Desde 2016 que a APAV tem apoiado vítimas, familiares e amigos de vítimas de atentados terroristas ocorridos no estrangeiro, através da Rede de Apoio a Familiares e Amigos de Vítimas de Homicídio e Terrorismo (RAFAVHT). Acrescentamos ao nosso trabalho a prevenção e o combate à radicalização. O Projeto Counter@ct - prevenção e combate à radicalização, promovido pela APAV, tem implementado uma campanha de narrativas positivas de integração por parte de migrantes e refugiados.

Da mesma forma que não se pode esquecer quem sofreu os atentados, é importante perceber que, no terrorismo, as vítimas não são apenas aquelas que são diretamente atingidas, mas todos nós, em sociedade, independentemente de crenças, nacionalidades, orientação sexual ou diferenças de género. Assinalar e lembrar este dia é também uma celebração da diversidade que nos identifica como cidadãos europeus.

Switch to Desktop Version